O Monstro do Espaço (1955)

Em 1955, a Hammer Films, ainda longe da fama que teria nas décadas de 1960 e 1970, adquiriu os direitos cinematográficos da série de seis episódios The Quatermass Experiment, que a BBC exibira dois anos antes com grande sucesso. A Hammer tentava, na época, encontrar o seu rumo e as expectativas que tinha para o filme não eram muitas. Aliás, o reduzido orçamento de 45 mil libras e a aposta num actor americano em decadência (Brian Donlevy) comprovam isso mesmo.

A escolha de Brian Donlevy para protagonista foi bastante contestada, inclusive pelo criador da série original, Nigel Kneale. Habituado a interpretar vilões, Brian Donlevy está longe da imagem de cientista lunático do original televisivo. No entanto, o filme é bastante diferente da produção da BBC e muito por culpa do realizador Val Guest. Em conjunto com o argumentista Richard H. Landau, Guest optou por uma abordagem completamente diferente do original e o resultado é um filme com mais acção e uma história mais realista. Neste contexto, a interpretação de Brian Donlevy não desilude, mas o verdadeiro “motor” de O Monstro do Espaço é Richard Wordsworth, cuja interpretação do condenado astronauta é de tal forma potente, que traz à memória a de Boris Karloff em Frankenstein.

Em 1951, a entidade de censura britânica introduziu a certificação X para filmes para adultos e O Monstro do Espaço assim foi classificado. A Hammer aproveitou o facto e alterou o títuto para The Quatermass Xperiment, de forma a atrair o público jovem. A estratégia resultou e O Monstro do Espaço foi um sucesso no Reino Unido e nos Estados Unidos, onde o filme foi rebaptizado The Creeping Unknown. O sucesso do filme fez com que a Hammer encontrasse finalmente o seu rumo, com o estúdio a apostar em filmes de terror, género que tanto sucesso lhe viria a dar nas décadas seguintes.

Para além de ser um ponto de viragem da Hammer, O Monstro do Espaço tornar-se-ia também fundamental na cinematografia britânica: o certificado X deixou de ter uma conotação tão negativa e permitiu que o terror se tornasse num género comum na produção do país.

Como não poderia deixar de ser, o sucesso de O Monstro do Espaço deu origem às inevitáveis sequelas: duas delas produzidas pela Hammer Films [O Inimigo do Espaço, de 1957, e Quatermass and the Pit, de 1967)e uma pela Euston Films The Quartermass Conclusion, estreado em 1979.

The Quatermass Xperiment / The Creeping Unknown
Hammer Films. Reino Unido, 1955, 82 min., ficção-cientifica
Realizador: Val Guest. Argumento: Richard H. Landau e Val Guest, baseado na série de Nigel Kneale. Actores: Brian Donlevy, Jack Warner, Richard Wordsworth, Margia Dean, Thora Hird. Estreia em Portugal: informação não disponível

Uma nave espacial despenha-se nos arredores de Londres, dois dos seus tripulantes desapareceram e o terceiro está em estado catatónico.

Galeria de lobby cards: